Blog

O que é uma amamentação de sucesso?

WhatsApp Image 2017-04-02 at 12.39.16
por Daiana Almeida

Lembro muito claramente de uma conversa no final de uma roda de gestantes do Coaracy. Eu ria e perguntava a algumas amigas por que elas haviam comprado mamadeiras e chupetas no enxoval se pretendiam amamentar. Eu não comprei nada. Já havia lido bastante sobre amamentação – não tanto quanto sobre parto, mas o suficiente – e sabia que não precisava de bicos artificiais.

Corta para 12 dias após o meu parto. Estou num corredor de farmácia comprando leite artificial, mamadeiras (que serviriam para fazer relactação) e tentando falar com a consultora de amamentação. Estava vindo do consultório da pediatra para uma revisão após minha filha ter ficado três dias em banho de luz. Minha respiração era acelerada, tinha um nó na minha garganta, mas era o que eu tinha que fazer naquele momento.

Sete meses depois as minhas amigas venderam os seus kits de mamadeiras e chupetas ainda nas caixas, porque mantiveram a amamentação exclusiva no peito e iriam começar a usar copos na introdução alimentar dos bebês.

O que faz as histórias de amamentação de cada mulher serem tão diferentes uma das outras?

Isto ainda é um mistério para mim. Todas as certezas que eu adquiri com os meus estudos sobre amamentação antes de experimentá-la foram relativizadas. Não existe amamentação numa realidade virtual. A amamentação acontece na realidade de uma mulher e de um bebê.

WhatsApp Image 2017-04-03 at 16.53.22 (1)Um bebê com sabedoria natural, mas que nos seus poucos instantes de vida já foi tocado pela cultura. Cada um em determinado grau, mas todos já sofreram intervenção e isto vai influenciar a amamentação.

Uma mulher que já tem uma longa história construída. Que pode ter questões relevantes na sua própria amamentação e com sua mãe. Que já construiu imagens e crenças sobre o ato de amamentar e a sua capacidade de prover alimento para outro ser humano. Uma mulher que está inserida em determinada família, em um contexto social específico, com acesso a algum nível de informação, numa cultura que pode ou não valorizar a amamentação.

Com tantas especificidades de mãe e bebê, não existem duas histórias iguais.

Outra coisa que também aprendi a relativizar: o que define uma amamentação de sucesso? Apenas a exclusividade até seis meses e complementar até dois anos? Acho que não. O meu conceito hoje é: amamentação de sucesso é aquela que atende ao máximo as necessidades do bebê, respeitando os limites do desejo da mãe.

No primeiro mês da minha filha, graças a uma consultora de amamentação, eu descobri o que era aleitamento misto. Relutei até os quatro meses em aceitar que aquela seria a nossa história. Amamentar o máximo que eu podia, complementando com o que ela precisasse. E assim seguimos amamentando até os dois anos, e a partir dali iniciando um desmame por iniciativa minha. Até hoje, dois anos e sete meses, ainda temos o nosso momento do mamar.

Se eu posso dizer que tive uma história de amamentação de sucesso, devo à minha rede de apoio, que incluía pessoas com conhecimento técnico – que me ajudaram a evitar um desmame precoce, apesar da complementação; e de pessoas com um colo gostoso, para me ajudar a aguentar o tranco de alimentar outra pessoa com meu próprio corpo.

E se eu posso te dar uma dica sobre a amamentação é: esquece a preparação da mama, foca na preparação da cabeça. Precisamos de muita informação sobre parto, não é mesmo? E ele só dura algumas horas. Considere que a amamentação pode durar anos, com os primeiros meses de muito desafio. Cerque-se de fontes de informação de qualidade, às quais possa recorrer, e de gente que confie e apoie a sua capacidade de amamentar. Vale muito a pena, pode acreditar.

About the author

Coaracy

Deixe um comentário